Início | Agenda | Artes Da Cena | Apoio Noites Árabes no Marrocos

Apoio Noites Árabes no Marrocos

O projeto

Criado pelo grupo de Teatro Vila 8, formado em Campinas em 2013.

Atualmente estão com o espetáculo “Noites Árabes”, que é fruto de uma pesquisa de 3 anos junto ao Departamento de Artes Cênicas da Unicamp, coordenada e dirigida por Eduardo Okamoto, ator, diretor do grupo e professor na Unicamp.
 

A peça mistura histórias de “As Mil e Uma Noites” com relatos atuais de palestinos na Faixa de Gaza, apostando na força das narrativas como resistência e sobrevivência.

O espetáculo - que tem dramaturgia inédita de Isa Kopelman – estreou em 2016 e desde então temos feito apresentações em Campinas e festivais dentro e fora do estado de São Paulo. Atualmente estão em temporada na cidade de São Paulo e em outubro vamos dar um passo bem importante para a consolidação do grupo e do espetáculo.

O grupo foi selecionado para participar do FITUT: Festival Internacional de Teatro Universitário de Tânger, no Marrocos! Só que, infelizmente, o festival não consegue cobrir todas as despesas do grupo, provendo apenas hospedagem, alimentação e transporte local, ou seja, as passagens aéreas serão por nossa conta! E somos uma equipe de 7 pessoas 

Dentre as alternativas que o grupo está buscando para levantar esta verba, recorreram a uma campanha de financiamento coletivo. Além de possibilitar uma experiência ímpar para atores brasileiros em início de carreira, apresentar esta peça em um país de cultura árabe como o Marrocos significa projetar uma produção artística brasileira para além dos limites de Campinas e São Paulo. Para além disso, surge a necessidade de trabalhos que coloquem em evidência o momento atual vivido pelo Brasil ao receber milhares de imigrantes e refugiados árabes, situação ocasionada pelo conflito entre Israel e Palestina e a guerra na Síria.

Relevância no cenário atual

Com a repercussão de acontecimentos recentes relacionados à guerra síria, ao conflito israel-palestino e à imigração atual, os antigos conflitos entre o mundo árabe e países euro-ocidentais estão colocados em evidência nas mídias, salientando a necessidade de discussão e reflexão sobre o tema. O número de refugiados reconhecidos no país aumentou 12% em 2016, chegando a 9.552 pessoas de 82 nacionalidades. Os países com maior número de refugiados reconhecidos no Brasil em 2016 foram Síria, República Democrática do Congo, Paquistão, Palestina e Angola. (Dados divulgados pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), do Ministério da Justiça e Segurança Pública em 20/06/2017).

Assim, a circulação do espetáculo “Noites Árabes” torna-se uma importante ação ao colocar em cena e em discussão questões de extrema relevância social, política e econômica não apenas para o Brasil atualmente, mas também para os países de onde tais refugiados e imigrantes provêm, possibilitando reflexões sobre questões decorrentes do atrito entre diferentes culturas.

Orçamento

 

O grupo precisará de um total de R$22 600,00 para cobrir a despesa das passagens de toda a equipe da peça!

 

terça-feira, 31 Outubro, 2017 - 23:00